Breve biografia

A Madre Maria Amada nasceu no dia 07 de setembro de 1895, em Guadalajara, cidade do estado de Jalisco, no México. É a primogênita de cinco filhos, dos esposos Sr. Catarino Sánchez e Sra. Matiana Muñoz, que não obstante as dificuldades e condições de pobreza deram a sua família uma sólida formação humana e cristã.

Aos 17 anos de idade, Maria ingressou na Ordem do Verbo Encarnado e do Santíssimo Sacramento. Fez sua profissão religiosa em 19 de janeiro de 1919, no Mosteiro de Guadalajara, onde se dedicou a viver fiel e alegremente sua vocação; e através da oração, buscou descobrir sempre o plano amoroso de Deus em sua vida.

Dócil ao chamado de Deus e animada pela fé, deixou a Ordem do Verbo Encarnado, para fundar uma Congregação que se dedicara a amar ardentemente o Coração de Jesus e a levar seu Reino de amor a todos os homens, baixo a maternal proteção de Santa Maria de Guadalupe.

A Madre iniciou esta obra em Guadalajara, em 1926, em um tempo muito difícil para a Igreja mexicana, por causa da cruenta perseguição que padecia por parte do Governo, que pretendia acabar com a fé, com os valores cristãos e com toda manifestação de piedade do povo de Deus.

A Serva de Deus também iniciou, com sua presença ativa e eficaz, a Congregação dos Missionários do Sagrado Coração e de Santa Maria de Guadalupe, com a colaboração direta do R.P. Teodosio Martínez Ramos, Fundador e primeiro Superior Geral deste Instituto religioso.

A Vida da Madre Maria Amada se caracterizou por:

Um zelo incansável pela salvação dos homens.

Uma grande caridade, especialmente para com os mais pobres.

Um amor especial pelos sacerdotes e por todas as pessoas consagradas, por quem ofereceu sua vida ao Coração de Jesus.

Uma vida humilde, simples, cheia de confiança em Deus e obediente, como atitudes permanentes com que colaborou eficazmente ao plano salvífico de Deus.

Foi chamada por Deus à Pátria Celestial em 04 de fevereiro de 1967, na cidade de Arriaga, no Estado de Chiapas, por causa de um derrame cerebral, enquanto visitava a comunidade deste lugar.

“Que feliz seria se pudesse remediar as necessidades de meus irmãos pobres do mundo inteiro e mais ainda, remediaria suas misérias espirituais e os ganharia todos para Ti”. (De seu diário espiritual, 11 de janeiro de 1962)

A causa de canonização da Madre Maria Amada do Menino Jesus, se abriu a Arquidiocese de México, pelo Sr. Cardeal Norberto Rivera Carrera, em 12 de outubro de 2003. Atualmente a causa se encontra na fase diocesano de investigação sobre a vida, virtudes e fama de santidade da Serva de Deus.

Oração para sua Canonização

Pai Celestial, que te comprazes em adornar teus santos e eleitos com as virtudes de teu Divino Filho, e quiseste abrasar no fogo do amor de seu Coração e no zelo ardente para estender seu Reinado tua Filha Maria Amada e o manifestastes em seu amor para com os pobres e os desamparados; pedimos-te a graça de imitar seu exemplo e que para tua maior glória e o bem da Igreja seja elevada a honra dos altares. Pedimos-te por Santa Maria de Guadalupe e os méritos de Cristo Nosso Senhor. Amém.

Oração para sua Intercessão

Pai misericordioso, que escolhestes a tua filha Maria Amada, para que abrasada no amor de Jesus Cristo, teu Filho, e cheia de zelo pela extensão do Reino de amor de seu Coração, se preocupasse toda a sua vida pelos que sofrem, em especial pelos mais pobres e desamparados; pedimos-te que por sua intercessão, nos concedas a graça que com fé solicitamos ... (faz-se o pedido). Agradecemos todos os dons que lhe concedeste e aqueles que por meio dela nos queira conceder. Escutai piedosamente nossas súplicas e fazei-nos conhecer tua vontade, por Santa Maria de Guadalupe e os méritos de Cristo Nosso Senhor. Amém. Sagrado Coração de Jesus, eu confio em Ti!