Apostolados

Nossa missão congregacional dentro da Igreja é estender o Reinado do Coração de Jesus em nós e nas demais pessoas por todos os meios disponíveis, segundo as Constituições.

Missão educativa de Nossa Congregação, que desde suas origens assumiu como uma urgência a educação cristã das crianças pobres, têm como apostolado primordial a educação de novas gerações. Ao realizar esta missão, as irmãs aceitam o desafio de nos introduzir no horizonte educativo e ser na comunidade escolar testemunho radical dos bens do Reino.

Portanto, exerceremos este apostolado, adaptando-o as necessidades de tempos e lugares, de acordo com nosso Modelo Educativo e tomando em conta as diretrizes da Conferência Episcopal e do Ordinário do Lugar.

Conscientes da responsabilidade que leva consigo a nobre missão de educar, fazemos de nossos colégios verdadeiros centros de formação espiritual, moral e intelectual.

Casas Lar. “Deixai vir a mim estas criancinhas e não as impeçais” (Mt.19,14). Os internos seguem sendo uma urgente necessidade, dada a realidade da desintegração familiar que existe na sociedade atual. A finalidade deste apostolado é formar integralmente as meninas e meninos confiados ao nosso cuidado e colaborar na tarefa educativa do lar, preparando-os para a vida, a fim de que no futuro se integrem responsavelmente a sociedade como autênticos cristãos.

Tomando em conta os valores de nosso carisma e com a caridade que brota do Coração de Cristo, acolhemos os meninos e meninas que Ele nos envia para fazer-lhes o maior bem possível, conforme os desejos e orientações de nossa Madre fundadora. Em nossas Casas Lar somente se receberão internos que venham voluntariamente e por necessidade; nunca forçados ou por castigo.

Colaboração no ministério sacerdotal. De acordo com nosso carisma fundacional, a atenção ao ministério sacerdotal é um apostolado que nos permite trabalhar na extensão do reinado de Cristo, no mesmo coração sacerdotal, para colaborar conjuntamente para glória de Deus, sobretudo com a oração, o testemunho e a entrega.

“Estou em missão e trabalhando na edificação da Santa Igreja, contribuindo com um pequeníssimo grão de areia para que estes sacerdotes sejam santos e grandes santos”. “Com nosso trabalho e sacrifício, cooperamos na formação dos futuros sacerdotes que trabalharão na salvação das almas”.

Nossa atitude nesta missão deve ser de um serviço humilde, oculto, com espírito de fé e amor; imitando a Santíssima Virgem Maria no trabalho responsável e na caridade, de tal maneira que contribuamos com a obra de salvação que Jesus segue realizando em união com o Pai.

Este apostolado, podemos realizar tendo base na paróquia: em oficinas, catequese, liturgia e outros campos da pastoral paroquial; assim como em comunidades de sacerdotes, seminários e casas de exercícios.

Missão “ad gentes”. Uma de nossas tarefas primordiais é o anunciar de Cristo a todos os povos para que o Evangelho chegue a todos os homens, de tal maneira que seja uma realidade o reinado do Coração de Jesus no mundo inteiro, conforme o grande desejo de nossa Madre fundadora: “A terra inteira me parece um curto campo de conquista, para minha desmedida ambição de glorificar, fazer conhecer e amar a este Único Amor”.

Baseado nesta dimensão carismática missionária e a exemplo de Santa Maria de Guadalupe, nossa Congregação pode colaborar na missão “ad gentes” da Igreja em qualquer parte do mundo que seja solicitada pela competente autoridade eclesiástica.

Comunidades indígenas. Os indígenas ocupam um lugar preferencial como destinatários de nossa missão apostólica, já que nossa Madre Fundadora entendeu na fé, que a Santíssima Virgem de Guadalupe os recomendou como uma “insinuante súplica e encargo” dizendo-lhe: “Filha minha, te encarrego de meus índios, trabalha por eles. Amo-os tanto! Ninguém pensa neles; vêem-nos com tanto desprezo e tanta indiferença”. A Madre Maria Amada assumiu com empenho e generosidade este encargo, empreendendo em favor dos indígenas várias obras para responder às suas necessidades, tanto na ordem material como espiritual.

Nossa Congregação faz seus os desejos de nossa Madre Fundadora e neles descobre a vontade do Coração de Jesus. Por isso, tem grande interesse em conservar e impulsionar as comunidades inseridas em zonas indígenas, abrir outras onde a necessidade seja mais urgente e velar para que nelas cumpramos com a tarefa de trabalhar para fazer o maior bem possível a estes nossos irmãos.

Realizaremos nossa missão apostólica em comunidades indígenas movidas por um grande zelo apostólico, a exemplo de Santa Maria de Guadalupe, que acolheu, respeitou e enalteceu a São Juan Diego em sua própria cultura e o levou ao conhecimento do verdadeiro Deus por quem se vive.

Solidariedade missionária. Todas as comunidades, com espírito eclesial, são co-responsáveis com a obra missionária da Igreja; e de modo particular com nossas irmãs que trabalham em

comunidades assimiladas e em missões “ad gentes”, sendo sensíveis as suas necessidades. Assim seguiremos os desejos de nossa Madre Fundadora e seguiremos seu exemplo.

Pastoral diocesana e paroquial. Por nosso carisma missionário, as irmãs cooperam com a Igreja na pastoral diocesana e paroquial, na formação de cristãos autênticos que, com sua conversão pessoal e boas obras, glorifiquem o Pai e cheguem a ser apóstolos do Reinado do Coração de Jesus, contribuído assim na transformação da sociedade pela vivência dos valores humanos e espirituais.

Neste apostolado nos integramos aos planos pastorais em seus distintos níveis, de modo que se mantenham uma estreita comunhão com os pastores da Igreja. Realizamos nosso serviço evangelizador atendendo com especial solicitude, sobretudo os pobres, simples e os distantes.

Asilo de idosos. “Depois do pôr-do-sol, todos os que tinham enfermos de diversas moléstias lhos traziam. Impondo-lhes a mão, os sarava ” (Lc .4,40). As pessoas consagradas prolongam o mistério da misericórdia de Cristo que passou fazendo o bem a todos e curando os enfermos que se apresentavam a ele. (cf Heb.10,38).

“A Palavra de Deus nos desafia de muitas maneiras a respeitar e valorizar os mais velhos e anciãos. Convida-nos, inclusive, a aprender deles, com gratidão e a acompanhá-los em sua solidão e fragilidade”. (Aparecida, 448). Assim, a Igreja, comprometida com os que mais sofrem, nos exorta a “procurar a atenção humana integral de todas as pessoas idosas, também ajudando-as a viver o seguimento de Cristo em sua atual condição e incorporando-as à missão evangelizadora o quanto possível”

Animadas pelo convite do Senhor, realizamos esta missão com o idoso, buscando encarnar em nós o amor do Coração de Jesus para com eles; ajudando-lhes a valorizar a etapa da velhice, a avivar a chama da fé, e a viver o seguimento de Cristo em sua atual condição, para que participem em seu Mistério Pascal e vivem na graça e amizade com Deus no ocaso de sua existência. Deste modo, desejamos contribuir para que o Coração de Jesus reine em todos os membros sofredores de seu Corpo Místico.

Oração para sua Canonização

Pai Celestial, que te comprazes em adornar teus santos e eleitos com as virtudes de teu Divino Filho, e quiseste abrasar no fogo do amor de seu Coração e no zelo ardente para estender seu Reinado tua Filha Maria Amada e o manifestastes em seu amor para com os pobres e os desamparados; pedimos-te a graça de imitar seu exemplo e que para tua maior glória e o bem da Igreja seja elevada a honra dos altares. Pedimos-te por Santa Maria de Guadalupe e os méritos de Cristo Nosso Senhor. Amém.

Oração para sua Intercessão

Pai misericordioso, que escolhestes a tua filha Maria Amada, para que abrasada no amor de Jesus Cristo, teu Filho, e cheia de zelo pela extensão do Reino de amor de seu Coração, se preocupasse toda a sua vida pelos que sofrem, em especial pelos mais pobres e desamparados; pedimos-te que por sua intercessão, nos concedas a graça que com fé solicitamos ... (faz-se o pedido). Agradecemos todos os dons que lhe concedeste e aqueles que por meio dela nos queira conceder. Escutai piedosamente nossas súplicas e fazei-nos conhecer tua vontade, por Santa Maria de Guadalupe e os méritos de Cristo Nosso Senhor. Amém. Sagrado Coração de Jesus, eu confio em Ti!